Inicio / Diversos / A responsabilidade de ser Mãe de Menino (Thiara Palmieri)

A responsabilidade de ser Mãe de Menino (Thiara Palmieri)

A responsabilidade de ser Mãe de Menino: Ser mãe é uma tarefa árdua e trabalhosa. Criar um filho pode até ser sim um prazer, como muitas mulheres costumam dizer, mas acima de tudo, também é uma responsabilidade. Estamos falando em criar, dar amor, dar suporte e educar em um mundo cada vez mais duro e difícil. Nesse contexto, as mães de menino tem uma responsabilidade ainda maior. Não que as mães de meninos não tenham a ver com o assunto, mas nesse contexto, educar meninos pode significar lidar diretamente com uma ferida aberta. 

A responsabilidade de ser Mãe de Menino com Thiara Palmieri

Nos últimos tempos, cada vez escutamos mais histórias sobre violência envolvendo falta de empatia, machismo e padrões distorcidos de papéis de gênero. E tudo isso começa desde muito cedo, desde o berço. Estamos falando em valores que há muito tempo estão enraizados em moldes tradicionais. Em pequenos ensinamentos que fazem a diferença a longo prazo porque fortificam padrões inadequados aos tempos de hoje.  

Em frases como “homem de verdade não chora”, “isso é coisa de menina”, podemos notar que continuamos seguindo as velhas normas de comportamento expressas muitas décadas antes, no qual o autoritarismo predominava, meninos sendo educados para serem machos “fortes” e insensíveis e a menina como sensíveis, submissas e dependentes. Algo inadequado em um mundo no qual os velhos tabus estão sendo quebrados diariamente e no qual os valores como amor,  empatia e respeito as diferenças são ingredientes fundamentais para viver. Aliás, valores que, embora necessários, parecem estar em falta. 

A responsabilidade de ser Mãe de Menino
A responsabilidade de ser Mãe de Menino (Foto: Thiara Palmieri)

Duvida? Então basta olhar as estatísticas: ocorrências de bullying, agressão, preconceito e violência ganhando cada vez mais destaque, com homens figurando na posição de agressores e perpetuadores de preconceitos intoleráveis para a vida em sociedade, muitas vezes com a justificativa de ser uma espécie de justiça com as próprias mãos. Quantos casos de machismo, violência e assédio contra mulheres, LGBTQs, pessoas com uma religião diferente da sua ou um corpo diferente do seu vemos diariamente? Estamos falando de preconceitos que são alimentados desde muito cedo em coisas aparentemente inocentes mas cuja proporção chega a ser alarmante. 

Ser mãe é educar com amor e ensinar a empatia e o respeito

A responsabilidade de ser Mãe de Menino
A responsabilidade de ser Mãe de Menino (Foto: Thiara Palmieri)

Ser mãe é uma responsabilidade social. Ser mãe de um menino então é ter a chance de contribuir ativamente para a construção do mundo que queremos ter. Educar com amor e sensibilidade, ensinar a empatia e o respeito quanto às diferenças é a chave para uma mudança de comportamento. Uma educação capaz de propiciar pequenos atos que, com o tempo podem se tornar grandes e refletir mudanças reais a sua volta. Educar com amor e sensibilidade não significa ter uma criança mimada: significa contribuir para um mundo mais justo e seguro para todos.

Sobre Danubia Schneider

Veja isto!

Se ela é ciumenta e marrenta, a culpa é sua!

Se ela é ciumenta e marrenta, a culpa é sua!

Se ela é ciumenta e marrenta, a culpa é sua! O ciúmes é um sentimento …

Um comentário

  1. Eu estou passando um momento delicado meu filho falou pra mim q é gay e eu estou sem chão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *