Inicio / Saúde / Seu cérebro não resiste a um docinho? Veja o que a ciência explica

Seu cérebro não resiste a um docinho? Veja o que a ciência explica

Seu cérebro não resiste a um docinho? Você é daquelas pessoas que não consegue resistir a um doce, como o brigadeiro? Isso tem explicação científica. Segundo pesquisas, os nutrientes são o real motivo de porque nós não conseguimos resistir aos doces na maior parte dos casos. Essas pesquisas também apontaram que tudo está relacionado com o nosso cérebro e como ele responde à comida.

Seu cérebro não resiste a um docinho?

Comer um doce é muito bom e às vezes necessário para manter os níveis de glicose no sangue regulados, mas se você sente vontade extrema e não consegue se controlar, pode ser interessante buscar ajuda e descobrir o motivo disso acontecer. Veja mais informações a seguir.

Seu cérebro não resiste a um docinho? Veja o que a ciência explica

Relação do nosso cérebro com a comida

É comum que quando estamos tristes ou muito estressados sentimos uma vontade maior de comer doces. Isso acontece porque os doces são recheados de carboidratos e gorduras e essas substâncias ajudam a desencadear em nosso cérebro uma grande quantidade de reações no centro de recompensa de nosso cérebro.

Os alimentos que possuem as duas substâncias – carboidratos e gorduras – chamam mais a atenção de nosso cérebro, levando-o a produzir uma quantidade extra de dopamina, uma substância do prazer. O mesmo não acontece com alimentos somente ricos em carboidrato ou somente rico em gordura, é preciso ter os dois.

Seu cérebro não resiste a um docinho? Veja o que a ciência explica

Por que isso acontece?

Alguns dos especialistas dos estudos acreditam que tudo isso acontece hoje em dia devido a forma que o indivíduo humano evoluiu. Por exemplo, eles apontam que nossos ancestrais encontravam carboidratos e gorduras com muita pouca frequência naquela época e, quando encontravam, ficavam muito eufóricos e esses alimentos eram desejados por todos.

Isso permanece até hoje e é o mesmo que acontece quando nosso cérebro recebe a mensagem de que irá ingerir um alimento rico em gordura e carboidrato. Todos esses resultados foram obtidos por meio de estudos com a atividade cerebral de algumas pessoas.

Dicas para ficar longe de doces

Se você quer ficar longe dos doces, o melhor é procurar ajuda médica. Um profissional saberá o que você pode fazer, além de lhe passar algumas instruções específicas que ajudaram. De modo geral, você deve exterminar de sua casa todos os doces, pois assim quando sentir vontade e atacar a geladeira, você não encontrará nada.

Mas também é preciso saber se controlar para não ir ao mercado comprar algo, você precisa trabalhar com sua própria mente e enganá-la, substituindo o doce por outro alimento mais saudável e que dê a mesma sensação de prazer. Mais uma vez, um nutricionista pode ajudar nesse assunto. Conversar com as pessoas que você convive também pode ajudar, pois elas podem te motivar e evitar que você perca o controle. Além disso, elas podem evitar comer algo muito gorduroso e delicioso em sua frente.

Seu cérebro não resiste a um docinho? Veja o que a ciência explica

É importante sempre se controlar, por mais que no momento você não tenha problema com doces. Quanto mais você comer, mais necessitado ficará e quando ver já não conseguirá resistir a um doce. É melhor remediar antes que piore.

Curtiu as dicas? Veja mais artigos interessantes na nossa pagina inicial do Passo a Passo. Obrigada pela sua visita.

Sobre Bety Krause

Meu nome é Bety tenho duas paixões na vida: ler e escrever. Depois que começo a digitar não consigo mais parar, escrevo de tudo um pouco, informação nunca é demais.

Veja isto!

Como ter imunidade? Poderosos suplementos que melhoram o seu bem-estar

Como ter imunidade? Poderosos suplementos que melhoram o seu bem-estar

Como ter imunidade: Com o passar dos anos, tivemos o expressivo aumento dos níveis de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *