Inicio / Diversos / Cidade de Noruega onde é proibido morrer – Entenda

Cidade de Noruega onde é proibido morrer – Entenda

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Na cidade de Noruega onde é proibido morrer, você consegue imaginar uma coisa dessas, de não poder morrer onde você mora? Até parece coisa de mentiroso, não é mesmo? Mas não é não, acredite! Na cidade norueguesa de Longyearbyen é proibido, sim, os moradores morrerem na cidade. Quer saber porquê? Então leia o nosso artigo até o final.

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Por que é proibido morrer em Longyearbyen?

A cidade de Longyearbyen fica perto, mas muito perto do Polo Norte, o frio lá é tão intenso que eles chegam a passar meses sem ter contato com a luz do dia. Mas se você pensa que a cidade é triste, está muito enganado, pois tem tantas belezas naturais espalhadas pela região que os habitantes do lugar sentem-se privilegiados por residirem na cidade.

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Porém, mesmo residindo em um lugar tão distante e remoto eles são felizes e mortais, como todo o restante da humanidade. Só que tem um porém – Ninguém pode morrer na cidade. É proibido morrer na cidade porque os corpos dos mortos não se decompõem, por causa do frio, por conta disso foi decretada uma Lei no ano de 1950 proibindo pessoas doentes de morrerem no município.

Por que foi criada a lei?

Muitos anos após terem sido mortos por conta de uma pandemia de gripe, as vítimas, moradoras na cidade de Longyearbyen, tiveram seus cadáveres exumados por cientistas, que encontraram amostras do vírus ainda vivas. A pandemia de gripe ocorreu no ano de 1918, oitenta anos após ainda haviam amostras do vírus vivas que poderiam até infectar os moradores de Longyearbyen.

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Como o governo não pode impedir que as pessoas morram, mas quando tem algum habitante que está perto de morrer é enviado para o continente para que possa ser sepultado. Para permanecer na ilha até a morte é preciso que o corpo seja cremado.

Até as crianças nascem no continente, por conta da comodidade e recursos que as mães procuram na hora de dar à luz.

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Leis como essa não são exclusivas da Noruega

Moradores da cidade de Falciano del Massico na Itália tiveram a mesma lei criada no ano de 2012, por que na cidade não tem cemitério, mas a Lei foi ludibriada algumas vezes. Cidades como Lanjarón, na Espanha, e Sarpourenx, na França, também tentaram promulgar leis como essa, mas não obtiveram sucesso.

O mais incrível é que essa lei veio parar aqui no Brasil, no ano de 2005, para ser mais precisa na cidade de Biritiba-Mirim no estado de São Paulo. o prefeito da cidade até tentou fazer com que os moradores cumprissem a lei, pois o cemitério estava cheio. Quem descumprisse a lei teria que pagar uma multa, no caso a família do morto, porém a Câmara de Vereadores local vetou o projeto.

Cidade de Noruega onde é proibido morrer

Ainda bem, imagina o que os moradores iriam fazer com seus familiares mortos? Levar para sepultar em outro município? Já imaginou se essa lei pegasse?

Curtiu o artigo? Veja mais na nossa pagina inicial do Passo a Passo. Obrigada pela sua visita.

Sobre Bety Krause

Meu nome é Bety tenho duas paixões na vida: ler e escrever. Depois que começo a digitar não consigo mais parar, escrevo de tudo um pouco, informação nunca é demais.

Veja isto!

Dicas para o perfume durar mais

Dicas para o perfume durar mais

Dicas para o perfume durar mais: As mulheres e também os homens querem sempre estar …

4 comentários

  1. Parabéns pelo conteúdo achei muito interessante , não sei se aguentaria o frio , mas adoraria conhecer esse lugar !

  2. bom dia! achei muito bacana este conteùdo! qualquer dias irei visitar este lugar para conhecer melhor!

  3. PARABÉNS PELA ESTA MATÉRIA, ADOREI QUALQUER DIAS DESSES IREI FAZER UMA VISITA POR LÁ!

  4. Gostei de mais da matéria
    Que incrível, depois de tanto tempo…
    O vírus permanecer no cadáver…
    Que loucura.
    É vivendo e aprendendo
    Parabéns pela matéria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *