Inicio / Saúde / Transtorno Disfórico Pré-menstrual – É mal-estar ou depressão?

Transtorno Disfórico Pré-menstrual – É mal-estar ou depressão?

Transtorno Disfórico Pré-menstrual: Nós mulheres sabemos muito bem o que é TPM, ela chega todos os meses acometendo sempre na mesma época antes da menstruação, geralmente ela começa 15 dias antes do ciclo menstrual. Para algumas mulheres esse ciclo é bem tranquilo, enquanto que para outras é um problemão. Se com a TPM normal já é um problema, imagina com uma super TPM? Isso mesmo a TDPM (Transtorno Disfórico Pré-menstrual), esse é um problema muito sério que afeta milhares de mulheres.

Transtorno Disfórico Pré-menstrual – É mal-estar ou depressão?

Saiba mais sobre o problema lendo o artigo.

Transtorno Disfórico Pré-menstrual - É mal-estar ou depressão?

TDPM o que é?

O período menstrual para algumas mulheres não é problema, mesmo com TPM elas suportam é bem tranquilo, porém para outras é um caso sério e muito preocupante, pois pode leva-las a internação psiquiátrica. Isso mesmo, internação psiquiátrica. Quando os médicos falam que mulheres cometem loucuras quando estão na TPM querem se referir aos casos extremos, como o Transtorno Disfórico Pré-menstrual, que é a forma mais grave e pode acarretar sérios problemas.

A TDPM é conhecida como a forma mais severa de TPM, e se caracteriza por apresentar sintomas excessivos como depressão e irritabilidade que vem junto com o período pré-menstrual e acaba interferindo na vida da mulher de forma que a impede se viver de forma normal.

A TDPM é tratável?

Muitas mulheres chegam a ser internadas em hospitais psiquiátricos diagnosticadas com Transtorno Bipolar e acabam sendo medicadas por anos com Lítio, por conta do problema. Porém o que elas tem é Transtorno Disfórico Pré-menstrual e o tratamento pode ser feito através de hormônios e estrogênio e um gel cutâneo. Com o tratamento correto o ciclo pode ser dominado de forma segura e a mulher pode aliviar o tratamento com drogas pesadas e o diagnóstico errado.

Mas para ter esse diagnóstico é preciso que o ginecologista seja antenado e faça os exames corretos na mulher para então chegar a quantidade de hormônio correta para que os sintomas possam ser controlados. Estudos também apontam para a vulnerabilidade genética ser uma das causas da TDPM.

Uma vez que o fator genético é descoberto a cura da doença pode ser feita de forma precoce, sem que a mulher apresente os sintomas, porém os estudos ainda estão muito no início e ainda vai demorar para ser realmente aprovado. Por isso é de grande importância que as mulheres que sentem os sintomas procurem um ginecologista bom que se interesse pelo assunto para detectar o quanto antes o problema.

Transtorno Disfórico Pré-menstrual - É mal-estar ou depressão?

Para concluir

A TDPM apresenta mal-estar e depressão, além de síndrome do pânico, mudanças de humor, entre outros sintomas e precisa ser tratada com atenção pelo ginecologista para que os sintomas possam ser amenizados. Quando os sintomas são controlados a mulher passa a ter vida normal, sem transtornos depressivos, nem mal-estar. Se você sofre com esse problema leve ao seu médico essa possibilidade e veja como pode ser feito o tratamento, afinal todas nós mulheres queremos e precisamos ter vida normal.

Curtiu as informações? Veja mais na nossa pagina inicial do Passo a Passo. Obrigada pela sua visita.

Sobre Bety Krause

Meu nome é Bety tenho duas paixões na vida: ler e escrever. Depois que começo a digitar não consigo mais parar, escrevo de tudo um pouco, informação nunca é demais.

Veja isto!

Sinais de aneurisma cerebral - Sintomas, sequelas, causas, tem cura?

Sinais de aneurisma cerebral – Sintomas, sequelas, causas, tem cura?

A dilatação anormal de uma artéria cerebral é chamada de aneurisma cerebral. Geralmente, o aneurisma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *