Inicio / Diversos / Depressão é desconexão da alma

Depressão é desconexão da alma

Depressão é desconexão da alma: As dores físicas são mais fáceis de tratar, pois com alguns exames as suas causas podem ser identificadas e tratadas com remédios ou cirurgias. As dores da alma ou da mente já são um Universo a ser explorado, cada um pode ter problemas diferenciados. A depressão é um sintoma de alerta aonde alguma coisa não vai bem, pode ser comparado como uma desconexão com a essência ou a alma.

Depressão é desconexão da alma

Depressão é desconexão da alma (Foto: Divulgação)

Quais sãos os sintomas mais comuns da depressão?

São vários os sintomas que podem caminhar junto com a depressão dentre eles podemos destacar: insegurança, pânico, vergonha, ansiedade, estresse, medo entre tantos outros. Além destes sintomas que são mais aparentes ainda podemos destacar aqueles sintomas que não são tão visíveis, como por exemplo, o sentimento de que a sua vida perdeu o sentido, quando isto acontece geralmente existe uma alteração da química cerebral, onde somente a medicação poderá equilibrar.

Depressão é desconexão da alma (Foto: Divulgação)

Qual é o motivo do grande aumento de pessoas com a depressão?

Na verdade o grande aumento da depressão é um grande paradoxo, pois temos tudo para vivermos melhor, avançamos muito nas tecnologias, evoluímos nos procedimentos médicos, erradicamos doenças, a liberdade foi nos consentida (hoje escolhemos com quem casar), nos divorciamos (quando as coisas não andam bem), nos mulheres trabalhamos fora (alcançamos a nossa independência) a lista é grande, mas o que acontece conosco então? Para entender a depressão, devemos avaliar o que perdemos, talvez seja este o caminho. A vida melhorou sim isto é inegável, mas também perdemos bens preciosos que podem estar causando o grande aumento da depressão. O que estaria faltando?

Depressão é a desconexão da alma

Porque a depressão será umas das grandes doenças do próximo milênio?

A dor da depressão só tende a aumentar nos próximos anos, segundo um relatório publicado pela OMS este ano. O grande questionamento é o que estaria acontecendo com a humanidade. A depressão pode ser comparada com uma fuga de si e o grande esconderijo seria o mundo dos medos, ansiedade e traumas cada vez mais difíceis de serem superados.

Façamos uma avaliação da nossa realidade hoje, tivemos avanços como foi citado acima, isto ninguém pode negar, mas também continuamos na estaca zero quando falamos no egoísmo, disputas que levam a tantas guerras, desemprego, falta do básico para viver, será que isto não é suficiente para entrarmos em depressão? Neste momento podemos perceber que nós os Seres Humanos, ainda não encontramos a nossa verdadeira essência, a depressão talvez seja um alerta para procuramos a nossa alma, neste mundo tão conturbado que suga a nossa energia. A correria do dia a dia não deixa com que percebamos o que realmente importa.

Depressão é desconexão da alma (Foto: Divulgação)

A religião pode ser a cura

Muitos estudiosos garantem que pessoas depressivas geralmente são aquelas que não tem uma crença, que não acreditam em Deus, pois sua vida torna-se vazia. Procurar uma igreja, depositar seus problemas e pedir ajuda faz com que as pessoas tornem-se mais confiantes, com esperança e menos depressivas. Procurar pessoas, conversar, olhar olho no olho, se fazer presente ajudar o próximo pode ser a melhor maneira de buscar a conexão com a alma e se encontrar.

Sobre Bety Krause

Meu nome é Bety tenho duas paixões na vida: ler e escrever. Depois que começo a digitar não consigo mais parar, escrevo de tudo um pouco, informação nunca é demais.

Veja isto!

Fantasias de halloween criativas e fáceis de fazer

Fantasias de halloween criativas e fáceis de fazer

Fantasias de halloween: Muitas vezes temos uma festa especial para ir e não temos tempo …

6 comentários

  1. Véra Lúcia Alves Xavier Neves

    Tenho depressão ,sofro muito com isso, achei ótima essa matéria, gostaria de receber matérias, obrigada.

    • Elvira Aparecida Domingues Costa de Bem

      Vera Lúcia,

      Por favor , me responda: Você morava na Rua Uruguai 272 ap 504 , Tijuca, RIO ? procuro você há muitos anos. Fomos vizinhas, tenho muita saudade!
      Elvira de Bem ( filha da Maria Thereza Bezerra ).
      Meu contato no facebook- Elvira de Bem
      Me procure. Já tentei muitas vias para localizar você!

  2. Fátima Robalo

    A crença não tem nada a ver com depressão! Tenho depressão major crónica há 19 anos.Sou crente e agarro-me muito a Deus e a Nª Senhora,e lhes garanto que a depressão continua de pedra e cal…

    • gloria Leitao

      Há dois tipos de depressao:uma endogens (decorrente de desequilíbrio quimico)e outra exogena (causa e situacionais ou ambientais. A primeira Sr cura com remédios receitados pelos psiquiatras.O segundo com fé e ajuda de amigos ou resolução de roblemas financeiros ou sociais.

  3. Creuza Freitas de Almeida

    Luto terrivelmente ha mais de 30 anos c Deoressao,Sind.de Panico e FocosbEpleticos…as vezes axo q n vou suportar… Amo essas materias sobre depressao se puderem me ajudar eu SUPLICO…ME AJUDEM!!!!!

  4. Maria de Jesus S. Araujo

    Há 13 anos tenho depressão. Acredito que já nasci com com essa síndrome. Quando criança diziam que eu estava com dengue, ou seja, falta de carinho. Às vezes eu acordava pela manhã sentindo dores no peito, vontade de chorar e fraqueza nas pernas, que não dava pra ficar de pé. Ninguém entendia o que eu tinha e por isso não ligavam. Com o tempo fui aprendendo a conviver com o problema até que, já mãe de família com dois filhos, voltei a estudar e comecei a trabalhar como professora. A correria do dia a dia entre trabalho, faculdade e dona
    de casa foram acumulando até que tive um esgotamento físico e mental. Estava concretizada a depressão. Nem mesmo a religião conseguiu me libertar. Até hoje sou dependente de remédios. Sou católica, cristã e muito fervorosa, mas infelizmente não consigo me libertar dos remédios, ao contrário, só vai aumentando a dose. Ainda assim sou feliz.
    Não tenho preconceito e nem vergonha de falar sobre isso. É preciso que as pessoas entendam que a depressão não é fricote, como muitos dizem, nem falta de fé em Deus. É essa fé em Deus é que nos ajudam a aceitar aquilo que não depende só de nós. Ajuda a ajudar outras pessoas com o mesmo problema, pois a gente sabe onde está a raiz, e como evitá-la para tornar menos dolorosa. Infelizmente ainda existe muito preconceito, o que impede buscar o tratamento no início e ter resultado mais eficaz e em menor tempo. Sou uma pessoa perfeitamente normal, os medicamentos, apesar dos muitos anos ingerindo, não afetaram minha memória e nem minha inteligência.
    Não tenham medo e nem se ache uma pessoa fraca. Fraco é quem julga e quem não procura ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *